Educação financeira

Como envolver minha família na educação financeira?

Para se ter um bom planejamento financeiro familiar, é necessário envolver todos os membros da família, incentivando-os a poupar e investir. Mas a verdade é que nem sempre é uma tarefa fácil engajar todos nos assuntos orçamentários.

A educação financeira é essencial, principalmente para as crianças, pois evita que elas cresçam com dificuldades para lidar com dinheiro e aprendam a importância e os benefícios de economizar.

Esse poderoso recurso impede o endividamento e o consumismo exagerado na vida adulta, contribuindo para um equilíbrio. Além disso, proporciona a realização de sonhos, graças à previsão adequada de recursos.

Mas como fazer todos os membros da família entenderem a importância de poupar, aprenderem as noções sobre finanças e levarem esse conhecimento para o dia a dia?

Neste post, confira dicas práticas para você envolver toda a família no controle das contas da casa!

Trace metas coletivas de economia

Para que tudo saia como esperado no final do mês, é importante traçar metas de poupança com a participação de todos. As crianças também devem estar engajadas para que seja possível atingir as propostas.

Elabore uma estratégia realista, de modo que todos sejam capazes de cumprir o acordo, seguindo condições e prazos predefinidos. Evite exagerar nos objetivos buscando economizar muito se isso estiver fora da sua realidade, pois uma medida drástica pode desanimar seus familiares.

Você pode, por exemplo, estipular gastos máximos com lanches, passeios, brinquedos e jogos e também estipular metas que conscientizem sobre o uso de internet, energia elétrica, água etc.

Ouça as demandas de todos os familiares

É necessário que a família seja democraticamente ouvida, ou seja, as necessidades e opiniões de cada um dos integrantes precisam ser consideradas. Se você apenas ditar regras e fizer exigências, pode ser que os outros membros da família se rebelem.

Quando você ouve o que o companheiro e os filhos têm a dizer e se preocupa em esclarecer as dúvidas deles, demonstra o quão importante essas pessoas são para família. Assim, consequentemente, será possível estimular o engajamento e o interesse de todos para administrar os recursos.

Não abra mão da educação

Tenha bom senso nas escolhas. Mesmo sabendo que alguns sacrifícios são necessários, tente não prejudicar as necessidades dos seus filhos, principalmente em relação à vida escolar.

Talvez, matricular as crianças em um colégio mais simples, para economizar com as mensalidades, não seja uma boa ideia se, em contrapartida, houver comprometimento da educação delas. Portanto, pesquise por escolas públicas ou particulares que ofereçam boa qualidade de ensino e também ofereçam uma boa relação custo-benefício para o seu orçamento.

Compartilhe conhecimentos sobre finanças

Quem entende melhor sobre dinheiro e como lidar com ele consegue economizar muito mais. Por isso, é importante que todos, além de economizar, aprendam a gerenciar finanças pessoais.

Educação financeira deve ser tornar um hábito. Você pode incentivar a sua família lendo livros sobre investimentos e poupança e dividindo os conhecimentos que adquiriu com todos. Além disso, na internet existem diversos cursos (inclusive, há alguns voltados para crianças) e filmes que você pode assistir com a família.

Monitore os gastos da casa

Organize um sistema de controle dos gastos e repasse as informações para os membros da família. Dessa forma, todos vão saber como o dinheiro está sendo gasto, quais são as principais despesas e onde é possível economizar.

Uma boa ideia é criar uma planilha personalizada, de acordo com a realidade familiar, e anotar todos os gastos, por menores que sejam. Assim, vocês terão controle sobre as finanças e saberão como devem agir para economizar com consciência.

Aposte nessas dicas para conseguir envolver toda família no planejamento financeiro. Não se esqueça da importância de educar financeiramente os seus filhos e incluí-los nas decisões familiares. Esse cuidado vai fazer uma grande diferença em longo prazo.

No começo, as mudanças podem ser um pouco difíceis, mas, logo, todos estarão adaptados aos novos hábitos. A educação financeira na família pode tornar a realização dos sonhos muito mais fácil.

Se você deseja ler mais conteúdos como este, assine a nossa newsletter e receba nossos artigos diretamente no seu e-mail!

Sem comentários

Cancelar