Tudo sobre o mercado de sorvetes no Brasil

Tudo sobre o mercado de sorvetes no Brasil

O sorvete é um dos queridinhos da população mundial. Desse modo, iniciar um negócio direcionado a essa delícia é promessa de sucesso. Mesmo em período de recessão econômica, o setor de alimentação está crescendo e o mercado de sorvete não fica de fora.

Isso porque essa sobremesa agrada todo e qualquer tipo de público, desde crianças até idosos, englobando todas as classes sociais. De acordo a Associação Brasileira das Indústrias de Sorvetes (Abis), o brasileiro consome de seis a oito litros de sorvete por ano. O país é um dos primeiros colocados no ranking de consumo dessa iguaria.

Continue a leitura e saiba tudo sobre o mercado de sorvetes no Brasil!

O mercado de sorvetes no Brasil

Atualmente, o ramo de sorvetes tem se destacado cada vez mais e prova disso é que o país é o sexto maior produtor mundial do produto, ficando depois dos Estados Unidos, China, Rússia, Japão e Alemanha. De acordo com os dados da Abis, embora o consumo per capita ainda gire em torno de 5,44 litros/ano a perspectiva é que esse produto ganhe cada vez mais importância na economia. Ainda conforme a Abis, a estimativa é que a indústria de sorvetes aumente cerca de 3% a 5% em 2019.

O Brasil ainda não lidera o mercado pois, em tempos de chuva ou frio, a pessoa já diz que não vai tomar sorvete porque ficará gripada. Porém, geralmente, a gripe não é ocasionada pelo consumo do produto. Isso consiste em um problema cultural que precisa ser erradicado.

Para vencer essa adversidade, o empreendedor precisa mostrar para o consumidor que sorvete é um alimento, além de investir em qualidade, redução de custos e inovação. Nesse sentido, ter uma boa apresentação, uma qualidade é o que diferencia dos concorrentes.

Logo, vale muito a pena montar esse modelo de negócio e se for algo que você deseja trabalhar, será ainda mais satisfatório. De qualquer maneira, é indicado que você faça um planejamento muito bem feito e leve em consideração não apenas os pontos positivos do possível empreendimento. É necessário avaliar criteriosamente todas as fases que você terá durante o processo e quais os desafios que enfrentará.

Perspectiva do futuro no mercado de sorvetes

De acordo com várias pesquisas realizadas, o setor de sorvetes tem tudo para chegar a 2020 com crescimento de até 80%.

Em meio à visível ampliação e à elevada demanda, já ganham destaque no mercado diversas instituições especializadas em capacitação de futuros sorveteiros, para que eles consigam de se destacar frente ao mercado competitivo e, sobretudo, se preparar para entregar sorvetes de ótima qualidade.

Dessa maneira, a expectativa do mercado para a venda de sorvete no próximo ano é de expressiva elevação, pois o ramo está cada dia mais separado por nichos, com consumidores bastante segmentados.

11 passos para abrir uma sorveteria

Para montar uma sorveteria de maneira eficiente, é primordial seguir alguns passos importantes. Dessa forma, confira nossos 10 passos para conseguir sucesso em um mercado cada dia mais competitivo.

1. Estude sobre o ramo

Muitos empreendedores encerram as suas atividades no setor antes de completar 3 anos. Isso ocorre, na maioria das vezes, por um conjunto de motivos, por exemplo, a falta de conhecimento sobre o setor, controle financeiro falho e entre outros fatores.

Assim sendo, antes de iniciar qualquer empreendimento é necessário procurar conhecimento e estudar bem a atividade em que se pretende iniciar um novo negócio.

No caso de uma sorveteria, busque dialogar com investidores que já trabalham no ramo a respeito dos clientes, produção, melhores fornecedores, tendências no momento e outras importantes características, como os métodos de vendas utilizados.

Além do mais, busque saber as dificuldades encontradas desde a abertura do estabelecimento e como lidaram para resolver as adversidades. É primordial conhecer a visão dos investidores que já apresentam experiência na área, para saber o que vai achar no decorrer do processo.

2. Avalie a concorrência antes de montar sua sorveteria

É fundamental prestar atenção a vários fatores que envolvem o mercado local desse empreendimento antes de montar a sorveteria. Nesse sentido, estude atentamente a concorrência e busque encontrar os pontos fortes e fracos das sorveterias presentes na sua região.

É necessário avaliar o atendimento oferecido por cada uma delas, os distintos sabores de sorvetes vendidos e o método de marketing aplicado. Então, ao identificar estas características, é possível avaliar em quais fatores as sorveterias concorrentes deixam a desejar, que assim podem ser um excelente diferencial para a sua organização.

3. Selecione um bom local

Um dos fatores mais importantes para a criação da sua sorveteria é a localização. É fundamental dar preferência aos locais com elevado fluxo de pessoas, como as principais avenidas da cidade.

O gestor precisa certificar os locais que podem atrair o seu público-alvo, como lugares mais próximos de escolas, bares, restaurantes, faculdades e escritórios, sempre focando nas pessoas que podem buscar uma sobremesa qualquer hora do dia.

Além do mais, outra ótima opção são os shoppings e galerias, visto que apresenta uma elevada quantidade de pessoas circulantes. Contudo, cuidado com essa opção, pois é necessário mais investimento para o pagamento do aluguel do box e para possível decoração do local.

Caso você prefira por adquirir uma franquia, as empresas fazem um estudo da cidade para achar o melhor lugar para a instalação da sorveteria.

4. Tenha todos os instrumentos necessários

É essencial registrar os equipamentos e móveis que seu estabelecimento necessitará comprar ou alugar para iniciar a criação de sua sorveteria. Os principais equipamentos são:

  • balcões para realizar o atendimento;
  •  cadeiras e mesas;
  •  freezers para exposição dos sorvetes e para armazenamento do estoque;
  • mesas para coberturas quentes e frias;
  • balança para vendas por quilo;
  • batedeira industrial;
  • liquidificador industrial;
  • utensílios para armazenar e servir o produto, por exemplo, casquinhas, isopores, copos, colheres, guardanapos e sacolas plásticas;
  • maturadores.

5. Tenha um software para realizar o controle financeiro

Além de todos os instrumentos mencionados acima, você vai necessitar de um terminal eletrônico para realizar o controle de caixa e estoque do que está sendo oferecido para os clientes.

Logo, um sistema unificado é uma ótima opção para simplificar o acesso e a visualização das informações. Em vista disso, alguns programas permitem o financeiro de estoque, fluxo de caixa, retirada de nota fiscal eletrônica e compilação de dados para e emissão de relatórios.

É importante destacar que existem sistemas online, que não exige a instalação de programas no computador. Ele funciona diretamente no navegador, exige apenas de uma conexão à internet. O programa também pode ser acessado por meio de tablets e smartphones.

6. Estude quem será público-alvo de sua sorveteria

A falta de conhecimento a respeito dos clientes é um dos erros mais cometidos por investidores de primeira viagem. Sem um estudo sobre os consumidores que pretende atingir, as estratégias de publicidade acabam sendo criadas sem um direcionamento e não consegue identificar as verdadeiras necessidades dos clientes.

Nesse processo de avaliação, é fundamental esclarecer algumas questões:

  • por meio de quais plataformas serão efetuadas as suas estratégias de marketing? De que maneira deseja alcançar o público?
  • Qual a faixa de idade dos clientes em potencial?
  • Qual o poder aquisitivo do seu público-alvo
  • Como criar um bom layout e uma fachada que seja chamativa para esses consumidores?
  • Qual a média da escolaridade da clientela?

7. Preste atenção à burocracia

Trabalhar com alimentos perecíveis é mais complicado do que outros setores do comércio. Visto que além da documentação usual para abertura do estabelecimento, uso do local selecionado e recolhimento de impostos, existe um conjunto de determinações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que precisam ser seguidas para a fabricação, manipulação e venda de alimentos.

A falta desses cuidados pode ocasionar em notificação e até multas provenientes do Poder Público local. Para realmente inaugurar sua empresa também serão solicitados os seguintes procedimentos:

  • selecionar o tipo de sociedade;
  • registro na junta comercial municipal;
  • inscrição de CNPJ na Receita Federal;
  • registro na Secretária da Fazenda;
  • obtenção do alvará de localização junto à prefeitura municipal;
  • registro no Sindicato Patronal.

8. Equipe necessária

Uma pequena sorveteria industrial pode funcionar perfeitamente com apenas dois colaboradores. Será necessário um profissional para atender aos clientes e outro responsável pelo gerenciamento do caixa e administração do negócio, que inclui o contato e pedidos com fornecedores, entre outras importantes funções.

Caso você prefira montar uma sorveteria artesanal, será preciso um time de trabalho mais amplo. Assim, será preciso um nutricionista, um gerente de produção e um sorveteiro chefe que será o responsável direto pelos operadores e pela produção do sorvete.

9. Preste atenção ao investimento para iniciar o empreendimento

A estimativa para abrir uma sorveteria gira em torno de R$30 mil, considerando uma estrutura de pequeno e médio porte. Você pode reduzir esse valor adquirindo uma máquina de sorvete expresso, que também é mais acessível às pessoas que apresentam uma baixa renda.

Se preferir por criar uma sorveteria tradicional, é recomendado investigar custos de manutenção e prazo de retorno do investimento, além de optar pelo aluguel dos instrumentos, o que pode baixar muito o valor o investimento inicial.

Há máquinas de sorvetes que fazem sundaes e milk-shakes também. Além de apresentar um baixo o custo de produção, sua operação é muito simples. Um colaborador é capaz de aprender rapidamente utilizar o equipamento.

Porém, antes de adquirir uma máquina de sorvete expresso, é necessário avaliar os valores e as marcas. Além disso, é imprescindível analisar o custo de manutenção e prazo de retorno do investimento. Esses equipamentos são recomendados para locais com elevado valor de aluguel por metro quadrado e com alto fluxo de pessoas.

10. Procure qualificação

Para novos empresários no ramo de sorvetes, é indicado buscar por workshops e feiras para conhecer mais a respeito da produção da sobremesa, além de alcançar mais informações sobre os instrumentos utilizados, os materiais recomendados e as maneiras mais lucrativas de comercialização do produto.

Passar por um curso de produção de sorvetes para iniciantes pode ser essencial, pois, você vai aprender a diferenciar os tipos de doce, conhecer as fases de produção, ter noções de higiene e conhecer diversos tipos de receitas de massa de sorvete e picolé.

Em seguida, é imprescindível realizar mais cursos para o aperfeiçoamento do conhecimento, proporcionando o surgimento de sabores e tipos de sorvetes mais sofisticados.

11. Agregue valor em sua sorveteria

Após saber os principais passos para montar uma sorveteria, é essencial aprender também como continuar em atividade. A permanência de uma marca no mercado depende de diferenciais proporcionados por ela.

Dessa forma, os empreendedores de sorveteria precisam ter em mente que quanto mais elevada for à diversidade de seus produtos e quanto melhor a qualidade do que é produzido, maior o valor agregado e, assim, maior será a lucratividade. Além do mais, para isso é preciso unir o potencial da organização para conseguir chamar atenção do público e, assim, fazê-los a frequentar constantemente o seu empreendimento.

É importante destacar que não somente o material aplicado na produção do sorvete e a variedade de sabores agrega valor ao produto. Os acompanhamentos e acessórios também fazem com que o sorvete seja um produto diferenciado.

Em vista disso, oferecer doces, chocolates, licores, biscoito e caldas em diferentes recipientes de diferentes tamanhos, com diferentes apresentações, pode proporcionar maior rentabilidade ao novo empreendimento.

O empreendedor deve saber aproveitar as diferentes épocas do ano para incrementar novos itens ao cardápio. Assim, pode oferecer bolos, tortas e bebidas quentes.

Vantagens e desafios para quem quer abrir uma sorveteria

A principal tendência do mercado de sorvete é a especialização dos sorveteiros para alguns setores específicos, que são altamente lucrativos. Vários produtores deixam de partir para uma produção em elevada escala, de reduzida diversificação e reduzido valor agregado, e investem em uma produção mais bem segmentada, de maior diversificação e baixa escala e, assim, com maior valor agregado, o que interfere também no valor oferecido para o público-alvo.

Nesse setor o que não falta é opção e boa variedade de consumidores. Por exemplo, enquanto vários empreendedores desejam fabricar os sorvetes mais elaborados, outros preferem acreditar em uma linha mais tradicional, ou seja, os produtos mais comuns no mercado, como os de flocos, chocolate e as casquinhas, que ainda colecionam muito adeptos.

Outra importante opção são os gelatos artesanais, que vieram para ficar, assim como o açaí cremoso, fruta amazônica que ganhou o coração de muitos brasileiros como uma ótima opção saborosa e nutritiva.

Aproveitado o campo da sorveteria saudável e consciente, existem também as opções fitness e os veganos e, ainda, os criados especialmente para os animais de estimação, como picolés e petiscos gelados, além de várias outras gostosuras que são proibidas para humanos. Os investidores que embarcam no ramo de sorvetes para animais têm como o maior desafio a qualidade de vida dos bichinhos e os cuidados em atender às exigências veterinárias.

São múltiplos os desafios para esse setor de sorvetes. Já que essa segmentação exige dos sorveteiros certa disposição para conhecer mais sobre o novo “universo” do negócio e investimento em treinamentos — fator obrigatório em qualquer tipo de organização que deseja realizar seus processos com eficiência.

Além do mais, os investidores que veem nesse ramo um conjunto de oportunidades, é primordial efetuar uma boa avaliação de mercado, com a finalidade de investigar as melhores oportunidade e, sobretudo, desenvolver a criatividade para elaborar sabores inovadores de sorvete, e que futuramente pode se tornar um grande sucesso na área.

Dicas para começar uma sorveteria com pouco investimento

Várias pessoas desejam iniciar o próprio negócio e acabam escolhendo a soverteria como uma opção. Contudo, para quem tem pouco dinheiro para investir, há ainda algumas opções que podem ajudar você a economizar nesse processo. Confira!

1. Faça parceria com outras pessoas

Se você percebeu que não tem dinheiro suficiente para montar uma sorveteria, saiba que uma das melhores alternativas é procurar parceiros de negócio que apresentam o mesmo interesse que você.

No geral as pessoas que iniciam fazendo parcerias com amigos ou familiares e, assim, as coisas poderão dar certo, pois os gastos e o trabalho serão divididos. Entretanto, não se esqueça de analisar bem seus parceiros de negócio e estabeleça todas as regras da empresa no papel.

2. Produza sorvete artesanal para vender

Uma alternativa para quem está sem dinheiro para criar uma sorveteria, é a produção de sorvetes caseiros para vender. Por mais que isso pareça algo complicado, diversas pessoas aprenderam como funciona e vem alcançando bons resultados.

Então, dá para começar produzir seus sorvetes e criar uma mini sorveteria artesanal, apenas com produtos caseiros.

Lançamento de uma sorveteria

Para iniciar bem o sucesso de sua sorveteria e alcançar um bom impacto no público-alvo, é essencial focar em um lançamento adequado. Visto que, o lançamento corresponde aquela famosa pré-abertura de divulgação.

Esse processo pode até parecer algo simples, mas é preciso muita atenção. Lembre-se de que conseguir causar impacto já no início pode fazer com que seu empreendimento inicie movimento e mantenha essa atração de clientes.

Então, o lançamento precisa ser estudado com calma, inclusive em relação aos meios que serão usados para vinculá-la. Para isso, procura compreender como seus clientes se comunicam, onde costumam buscar informações. Além disso, foque divulgações no Facebook, Instagram e Twitter.

Nesse contexto, realize uma boa campanha publicitária, que cause impacto e chame atenção. É necessário que as pessoas gravem a propaganda de sua sorveteria na cabeça. Não poupe esforços para elaborar o lançamento. Se for necessário, invista em um especialista para alcançar os melhores resultados.

Além do mais, é preciso pensar em como criar um ambiente de suspense e ansiedade nos clientes. Eles devem desejar conhecer o seu estabelecimento. Isso pode ser realizado por meio das redes sociais, panfletos e carros de som. Entretanto, de qualquer forma, invista em uma fachada bonita. Ela precisa identificar o seu negócio como uma sorveteria e também deve chamar atenção das pessoas que passam por aquele local.

Saiba como montar uma sorveteria com pouco dinheiro

Normalmente não é fácil iniciar uma sorveteria com pouco dinheiro, já que qualquer coisa que você vai fazer será preciso investir.

Porém, como a sua finalidade é começar com algo muito simples, você precisa começar adquirindo um freezer horizontal com tampa de vidro, copos descartáveis, colherzinhas descartáveis para sorvetes, colher comum e taças.

Além do mais, você precisará comprar seus sorvetes diretamente de uma distribuidora para revender, pois, assim, será reduzido um bom valor e todo o trabalhado na criação desses produtos. Então, passe saber se em sua região existem bons fornecedores de sorvetes e quais oferecem as melhores oportunidades.

Com cerca de 6 a 10 sabores já é possível iniciar um trabalho em sua sorveteria e ir ganhando um bom dinheiro, principalmente se não houver outros negócios desse modelo por perto. Contudo, busque sempre se destacar para conseguir clientes fiéis e que gostem de seu produto e atendimento.

Aprenda a vender mais ao montar uma sorveteria

Para conseguir vender sorvete em seu empreendimento, é fundamental que você analise o seu negócio e procure não errar no atendimento e tenha um bom diferencial. É importante destacar que o comodismo é um dos motivos de baixo rendimento. Visto que, muitos empresários passam a realizar sempre a mesma coisa e deixam de apresentar novidades para os consumidores. Isso deixa o estabelecimento para trás, deixando de ser buscado.

Ao mesmo tempo, é primordial ter muito cuidado com o atendimento. Prestar um péssimo atendimento ou de maneira demorada poderá reduzir consideravelmente no número de sua clientela.

Se você ainda não tem experiência em planejamento de negócio, busque a ajuda de um consultor no assunto ou estude mais sobre o assunto, pois, dessa forma você conseguirá sair na frente de um mercado cada dia mais acirrado.

Portanto, o empreendedor tem que inovar diariamente em sorvetes que é um mercado tradicional. De dois a três meses diversas empresas inovam sabores ou produtos, estão o investidor precisa criar sabores diferenciados e que consigam se destacar no mercado.

É necessário que as criações agradem os clientes em potenciais, pois, de nada adianta criar um sabor que não terá muita saída e não aumentará a rentabilidade da organização. É preciso ficar atento às novidades das sorveterias e nas ações dos concorrentes. Sendo assim, fique sempre atento e busque sempre bons diferenciais no mercado de sorvete.

Nosso artigo foi esclarecedor e útil para você? Ficou com alguma dúvida ou gostaria de ter mais informações? Entre em contato conosco! Será um prazer atender você!

Sem comentários

Cancelar

Assine conteúdos do mundo sorvete gratuitamente!